quinta-feira, 15 de novembro de 2012

As tomadas de hoje têm três fios: fase, neutro e terra. Pode-se usar o mesmo circuito para neutro e terra?


A resposta é não. Os circuitos de ‘neutro’ e ‘terra’ têm funções distintas e normas de instalação também diferentes. O fio neutro é o retorno da corrente do fio de fase. Ambos são usados para ‘extrair’ energia da rede geral de distribuição de eletricidade, sendo que o primeiro tem como ponto de partida eletrodos enterrados junto ao transformador de distribuição da companhia de energia elétrica. Por ter potencial elétrico próximo ao da terra, o fio neutro pode ser tocado sem que a pessoa receba descarga elétrica. Já o fio de fase, sem isolamento adequado, pode ‘dar choque’. Situações de má distribuição da eletricidade podem elevar o potencial elétrico do fio neutro ao ponto de causar dano físico em pessoas e equipamentos. Aí entra o fio terra, cuja finalidade é prevenir contra esses e outros acidentes, como a ‘queima’ de equipamentos elétricos. O fio terra é ligado ao solo por um ou mais eletrodos. A outra extremidade deve estar conectada à estrutura metálica dos equipamentos elétricos. Desse modo, garante-se potencial elétrico zero para esses aparelhos, evitando o risco de uma descarga elétrica, que, em condições desfavoráveis, pode ser fatal. Muitas pessoas morrem todos os anos no Brasil, vítimas de acidentes causados pela falta de aterramento de equipamentos domésticos, como máquinas de lavar e chuveiros elétricos. Só recentemente as normas técnicas brasileiras e as empresas de construção civil se voltaram para esse perigo, de modo que poucas casas possuem aterramento elétrico adequado. As mortes continuam sem necessidade, pois é simples e pouco oneroso pôr fim a esse problema (Mario Vaz, Departamento de Engenharia Eletrônica e Computação, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, Ciência Hoje, 08/2002).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário